Confira as peças do guarda-roupa da artista que ficou fechado por 50 anos após sua morte

Uma das mulheres mais influentes no mundo da arte, com estilo, irreverência, força únicos, Frida Kahlo conduziu seus conturbados e difíceis últimos dias de vida se dedicando à arte.

Depois que faleceu em 1954, seu marido, Diego Rivera, fechou todos os seus pertences em um banheiro em sua cada na Cidade do México, a “Casa Azul”, e exigiu que ficasse fechado por 15 anos, mas no fim o quarto ficou fechado até 2004, 50 anos depois, quando a Casa Azul foi transformada em museu e os mais de 300 itens pessoais de Frida passaram a ser catalogados.

A fotógrafa japonesa Ishiuchi Miyako, então, teve a honra de registrar seus pertences tão íntimos de Frida. Entre eles estavam os vestidos tradicionais tehuana que a pintora usava, coletes de gesso que ela usou após um acidente bem sério aos 18 anos e até a prótese que ela mesma desenhou quando sua perna direita foi amputada.

Para quem estiver em Londres, rola uma exposição na Michael Hoppen Gallery com as imagens do guarda-roupa de Frida Kahlo de 13 de maio até o dia 12 de julho de 2015, confira: