Todos estamos sujeitos a passar por transtornos mentais, e celebridades mostram que não são perfeitas compartilhando suas histórias

Uma das partes mais difíceis para quem passa por algum transtorno mental é conversar sobre, é uma experiência tão única que grande parte das pessoas em volta nunca vão entender o sentimento, ainda mais com todos a ignorância e preconceito envolvidos no tema.

Para encorajar pessoas que passam por tais problemas, celebridades decidiram compartilhar suas histórias com as doenças, mostrando que qualquer um está sujeito a passar por isso e que, com certeza, quem já enfrenta transtornos mentais, não está sozinho, e mais que isso, que podem ser tratados e curados.

Leia também: Essas fotos mostram o sentimento de quem sofre de depressão

Ellen Degeneres – Depressão

Tudo o que eu temia, acontecia comigo. Perdi meu show. Fui atacada de todas as formas. Passei de ganhar muito dinheiro com uma sitcom para não ganhar dinheiro. Quando eu saí daquele estúdio após 5 anos de trabalho duro, sabendo que tinha sido tão maltratada por nenhuma outra razão se não pelo fato de ser gay, eu entrei em profunda, profunda depressão“.

 Adam Levine – TDAH (Déficit de Atenção)

Adam-Levine-Reuters

Quando eu fui diagnosticado com TDAH, não foi uma surpresa porque eu sempre tive dificuldade em manter o foco na escola. E eu acho que, mesmo agora, as pessoas enxergam meu transtorno no dia a dia. Quando eu não consigo prestar atenção, eu não consigo mesmo.”

Gwyneth Paltrow – Depressão Pós-Parto

Foi terrível, foi exatamente o oposto que aconteceu quando a Apple (primeira filha) nasceu. Eu não podia acreditar que era a mesma coisa. Eu apenas pensei que isso significava que era uma mãe terrível e uma má pessoa”.

Brad Pitt – Depressão

Eu tive que lidar com a depressão, mas agora não, não nesta década – talvez na anterior. Mas isso também é enxergar quem você é. Eu olho para isso como um grande aprendizado, como um dos anos ou um semestre. ‘Este semestre estou me especializando em depressão. Fazendo as mesmas coisas todas as noites, tendo dificuldade para dormir, a mesma rotina. Mal podia esperar para chegar em casa e me esconder“.

Carrie Fisher – Bipolaridade

Carrie Fisher

Por vezes, você não quer ser aquela pessoa. Você não quer ser o anfitrião daquele jantar. E eu não tinha escolha. Quando meu problema está mais forte, ele vira um caminho claro. Sabe, eu subo uma montanha bem alto e de repente começa tudo indo muito rápido. Eu deixo de conseguir me conectar. Minhas frases deixam de fazer sentido. Eu não consigo dormir e não sou de confiança”.

Elton John – Bulimia

Assim que eu falei ‘preciso de ajuda’, eu sabia que iria ficar melhor, eu estava determinado em melhorar. Mas foi um alívio conseguir falar”.

Angelina Jolie – Depressão

Me sentia como se estivesse indo para um lugar bem escuro, e eu era incapaz de me levantar de manhã, por isso assinei algo que me obrigaria a ser ativa.”

David Beckham – Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC)

beckham

Eu chego em um hotel. Antes de conseguir relaxar, eu preciso pegar em todos os folhetos, livros, etc e colocá-los em gavetas. Tudo tem que estar perfeito”.

Beyonce Knowles – Depressão

beyonce-knowles

Quando me tornei famosa, tinha medo que mais ninguém fosse me amar pelo que eu era. Eu tinha medo de fazer novos amigos. Até que um dia minha mãe falou: ‘Por que você acha que uma pessoa poderia não gostar de você? Você não sabe quão inteligente, querida e linda você é?’ Foi quando eu decidi que só tinha dois caminhos: ou desistia ou seguia em frente.”

J.K. Rowling – Depressão

JK Rowling

“Eu nunca tive vergonha, nem um pouco, de ter tido depressão. O que há para se ter vergonha? Eu passei por um período bem difícil e eu estou bem orgulhosa de ter conseguido sair disso”.

Leonardo DiCaprio – Transtorno Obsessivo Compulsivo

leodicaprio

Leonardo lutava com TOC quando criança, e as filmagens de O Aviador despertaram a condição novamente. “Lembro-me de meu maquiador e assistente me levando para o set e fazendo ‘Oh Deus, nós vamos precisar de 10 minutos para levá-lo lá porque ele tem que andar para trás e pisar naquela coisa, tocar a porta e entrar e sair outra vez. Isso literalmente me deixou louco uma grande parte do tempo, e durou alguns meses depois de filmar e ainda acontece”.

Hayden Panettiere – Depressão Pós-parto

Hayden-Panettiere

“Há um monte de mal-entendido – tem muita gente lá fora que pensa que não é real, que não é verdade, que é algo que é feito em suas mentes, que ‘Oh, é hormônios’. É algo que é completamente incontrolável. é muito doloroso e é realmente assustador, e as mulheres precisam de muito apoio “.

Demi Lovato – Transtorno Bipolar

“Eu lembro de sentar com meu empresário e minha família e falar com eles sobre quando se deve ou não falar sobre os problemas que eu estava lidando, e eu sabia que havia duas opções: eu poderia ou não falar sobre a minha temporada na reabilitação e fingir que isso foi embora, ou eu poderia falar sobre e inspirar as pessoas a obter ajuda para os seus problemas, bem, e isso foi exatamente o que eu fiz”.

Olivia Munn – Ansiedade e Tricotilomania

Olivia-Munn

“Eu não roo unhas, mas eu arranco os meus cílios. Não dói, mas é muito irritante. Toda vez que eu saio de casa, eu tenho que parar e comprar um monte de cílios postiços”.

Jared Padalecki – Depressão

Jared Padalecki

“É como se eu fosse acertado por um saco de tijolos. Eu tinha 25 anos, tinha meu próprio programa na TV. Eu tinha cachorros que eu amava e muitos amigos, e tinha a adoração dos fãs, estava feliz no trabalho, e eu não conseguia descobrir o que isso era, o que eu quero dizer que nem sempre faz sentido, nem sempre tem um motivo. Não acontece apenas com pessoas que não conseguem arrumar um emprego ou se encaixar na sociedade que lutam contra problemas de depressão”.

Jim Carrey – Depressão

jim-carrey

“Eu vivi de Prozac por um bom tempo. Isso até pode ter me ajudado a ter saído desse período por um tempinho, mas pessoas ficam nisso para sempre.  Eu tive que sair disso em algum momento, porque eu percebi que tudo isso era Ok”.

Lady Gaga – Depressão

Lady-Gaga

“Eu aprendi que minha tristeza nunca destruiu o que era bom dentro de mim. Você só tem que voltar para o que era bom, encontrar o luz que ainda restou. Eu sou sortuda de ter encontrado um vislumbre guardado em algum lugar em mim”.